top of page

Cultura encerra 2022 com incentivo a mais de 4 mil artistas

Entre parcerias e ações individuais, pasta conduziu 446 eventos ao longo do ano, oportunizando a iniciação artística de jovens e adultos

A Secretaria Municipal de Cultura chega ao final de 2022 com ações de apoio e incentivo a mais de 4 mil artistas de Suzano e do Alto Tietê. Os números, divulgados pela pasta nesta semana, incluem auxílio na produção e curadoria de materiais e participação em diversos projetos e parcerias que, somados, chegam a 446 eventos diferentes nos mais diferentes equipamentos públicos, como Teatro Municipal Dr. Armando de Ré, Casarão da Memória Antônio Marques Figueira, Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi e outros.


Pensando no fomento de jovens artistas, uma das principais ações de desenvolvimento das produções artísticas na cidade foi o edital “Cultura é Atitude”, criado com o objetivo de revelar talentos e fomentar a produção cultural, homenageando também o centenário da Semana da Arte Moderna de 1922. Ao todo, foram cadastrados 92 projetos de diversas áreas, como publicação de livros, criação de produtos audiovisuais, curadoria de exposições, apresentações autorais e muitos outros.


O edital foi complementado pelas oficinas culturais realizadas no município. Ao todo, 1.764 suzanenses se inscreveram nos nove cursos oferecidos nas áreas de artesanato, balé, circo, desenho, iniciação artística, pintura em tela, street dance, teatro e violão. Por meio da formação, os alunos tiveram a oportunidade de desenvolver suas habilidades e suas veias artísticas, tendo também a chance de se apresentar em festivais, como o programa "Agita Palmares", que, ao longo do ano, reuniu mais de 12 mil pessoas no Pavilhão da Cultura Afro-Brasileira Zumbi dos Palmares, no Parque Max Feffer.


Outro método de fomento à cultura local foram as parcerias com instituições e conselhos em Suzano, que garantiram participação suzanenses em 299 eventos nos quais a pasta teve atuação direta. Trabalhos de integração do setor com o Conselho Municipal de Promoção à Igualdade Racial (Compir) e com o Conselho Municipal do Patrimônio Cultural (Compac) e o Programa de Ação Cultural de São Paulo (Proac) garantiram a vinda de atividades especiais ao município e a participação de artistas suzanenses nas tradicionais Festa da Cerejeira e Festa Nordestina.


Polo de Música


A pasta também atuou no desenvolvimento e promoção cultural local. No mês de abril, foi inaugurado o inédito Polo de Música e Audiovisual, equipamento multiuso que conta com estúdios e ilhas de edição que foram utilizados por artistas e alunos da rede municipal em seus trabalhos curriculares e extracurriculares.


Brasil-Japão


Já entre agosto e setembro, a secretaria esteve à frente das homenagens ao centenário de imigração japonesa no município e aos 50 anos de irmandade de Suzano com a cidade de Komatsu. Com exibição de curtas, exposições de artesanatos típicos e teatro, a primeira Mostra Cultural Suzano-Komatsu reuniu mais de 300 pessoas que puderam conhecer a relação entre ambas. No lado alternativo da relação Brasil-Japão, a pasta encabeçou a primeira edição do “SuzAnime”, evento de celebração à cultura nerd e geek, fortemente caracterizada por produções de origem oriental, como mangás, animes e games, reunindo mais de 1,5 mil pessoas na praça dos Expedicionários.


Segundo o secretário municipal de Cultura, o vice-prefeito Walmir Pinto, as ações desenvolvidas pela pasta atingiram públicos de várias idades em todos os pontos da cidade, garantindo acesso democrático. “Um dos principais objetivos da nossa atuação é levar a cultura em suas múltiplas espécies a todos, independentemente do local ou da condição social. O fazer artístico inclui e cria afinidades por meio de uma atividade libertadora, então sempre atuamos de modo a fornecer todas as condições para os suzanenses se dedicarem a essa prática”.

53 visualizações0 comentário
bottom of page