top of page

‘Saci Club’ promove reflexões sobre produções independentes

Atividade analisou o curta-metragem ‘Nunca Estarei Lá’, dirigido pelo mogiano Rodrigo Campos; encontro ocorreu nesta terça-feira (08/08), no Cineteatro Wilma Bentivegna



A Secretaria Municipal de Cultura realizou na noite da última terça-feira (08/08) mais uma edição do “Saci Club”, no Cineteatro Wilma Bentivegna. A atividade, que visa reunir cinéfilos e produtores de cinema para debater obras cinematográficas, também busca investigar a criação destes trabalhos para enriquecer as produções locais. O projeto, desenvolvido pelo Polo de Música e Audiovisual, com a coordenação de Herculano Oliveira, recebe a curadoria de Flavio Henrique Nunes.


Na oportunidade, foi analisado o curta-metragem “Nunca Estarei Lá”, que tem a direção de Rodrigo Campos, de Mogi das Cruzes, e aborda as formas de comunicação e relações interpessoais na era da tecnologia.


Durante o encontro do cineclube, os participantes puderam constatar que a obra analisada é pautada em três camadas sociais. A primeira retrata a mudança nas maneiras de socialização devido ao grande passo tecnológico dado pela sociedade nos últimos anos, movimento que acabou distanciando as pessoas. Já a segunda demonstra a igualdade racial e de gênero, além de levantar uma discussão acerca da luta diária pelo respeito e a superação do preconceito. A terceira camada, por sua vez, discorre sobre questionamentos políticos, tendo em vista que a produção se passa no período eleitoral de 2018.


As atividades sempre ocorrem de acordo com o filme exibido, trazendo questionamentos direcionados a produtores, diretores, atores e público em geral presentes. Além disso, também são abordados outros assuntos como a criação de roteiro, iluminação, fotografia, filmagem, edição, entre outras etapas relacionadas a gravação de um filme. Para os interessados em participar da iniciativa, o próximo encontro do “Saci Club” será realizado na terça-feira da semana que vem (15/08), às 19 horas.


Para o secretário municipal de Cultura, o vice-prefeito Walmir Pinto, além de promover o acesso da população à produção cinematográfica também é importante que haja reflexão sobre o que é assistido. “O cinema tem um papel importante para a transformação da sociedade, já que pode abordar diversas questões sociais e diferentes realidades. Por esta razão, é fundamental promover uma imersão e conversas acerca das produções desta arte que é capaz de entreter, educar, libertar, entre muitos outros impactos que podem mudar a vida de espectadores e realizadores”, afirmou.



Crédito das fotos: Divulgação/Cultura Suzano

15 visualizações0 comentário
bottom of page