top of page

Prefeitura de Suzano ultrapassa 1,7 mil alunos inscritos em oficinas culturais

Município conta com seis unidades, que, juntas, oferecem 11 modalidades gratuitas

A Prefeitura de Suzano ultrapassou a marca de 1,7 mil alunos que frequentam 11 diferentes oficinas artísticas, oferecidas gratuitamente nos seis centros culturais espalhados pela cidade. As atividades buscam promover o aperfeiçoamento de habilidades em áreas como música, teatro e artes visuais aos participantes. Os dados consolidados até o mês de setembro foram divulgados nesta segunda-feira (03/10).


Principal unidade de Suzano, o Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi, que fica localizado na rua Benjamin Constant, 682, no centro, conta com 485 inscritos em aulas de violão, desenho, pintura em tela, graffiti, ballet, street dance, teatro e iniciação artística.


Já o Centro de Artes e Esportes Unificado (CEU) Alberto de Souza Candido, que fica na rua Teruo Nishikawa, 570, no bairro Jardim Gardênia Azul, atende atualmente a 350 pessoas nos mesmos cursos, com a adição das oficinas de circo. Os interessados podem visitar a unidade de segunda a sexta-feira, das 8 às 19 horas.


Os outros espaços também atendem à população. Os centros culturais dos bairros Jardim Casa Branca, na rua Getúlio Moreira de Sousa, 30; Parque Palmeiras, que fica na rua Crispim Adelino Cardoso, 42; e Cidade Boa Vista, localizado na avenida Katsutoshi Naito, 957, oferecem aulas de violão, pintura em tela, artesanato e teatro, com cursos específicos de street dance e circo na Casa Branca e no Boa Vista e ballet no espaço de Palmeiras. O primeiro atende a 52 pessoas, o segundo a 222 alunos e o último conta com 336 inscritos.


Por sua vez, o Centro Cultural Colorado Monteiro Lobato, na rua Domingos Victorino, 68, no bairro Jardim Colorado, é sede para a prática cultural de 300 pessoas, que podem ter contato com aulas de violão, desenho, pintura em tela, ballet, artesanato, circo, teatro e iniciação artística. Totalizando, assim 1.745 alunos inscritos nos seis polos culturais.


De acordo com o secretário municipal de Cultura, o vice-prefeito Walmir Pinto, a presença descentralizada das unidades culturais é benéfica aos suzanenses, pois oferece a democratização da cultura. “A expressão artística é um meio insubstituível, um direito único que trabalhamos diariamente para garantir a população de todos os cantos de Suzano. Ter estes seis centros culturais em locais espaçados é importante para atender a nossa população de forma igual”, relatou.



Crédito das fotos: Wanderley Costa/Secop Suzano

83 visualizações0 comentário
bottom of page