top of page

Cultura tem programação extensa em celebração ao Mês da Consciência Negra

Eventos ocorrem em quatro locais e têm início nesta sexta-feira (10/11); atividades contam com saraus, debates, apresentações e exposições

Em alusão ao Dia da Consciência Negra, em 20 de novembro (segunda-feira), a Secretaria de Cultura de Suzano preparou uma programação especial para a população. Os eventos são gratuitos e vão acontecer ao longo do mês em vários pontos da cidade. As atividades se juntam a um cronograma recheado de atrações disponibilizadas no Cineteatro Wilma Bentivegna (rua Paraná, 70 – Centro), que pode ser conferido no link bit.ly/programacaocultura2023.


As atrações serão no Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi (rua Benjamin Constant, 682 – Centro), no Casarão das Artes (rua Vinte e Sete de Outubro, 271 – Centro), no Parque Municipal Max Feffer (avenida Senador Roberto Simonsen, 90 – Jardim Imperador), e em uma rua do bairro Jardim Vitória. Os eventos têm início nesta sexta-feira (10/11), às 18 horas, com a abertura da exposição “Encanto: ArteVivência da Afro-Diáspora”, com curadoria de Diogo Nógue, no Centro Cultural Moriconi. A visitação poderá ser feita de segunda a sexta-feira, das 9 às 19 horas, até 30 de novembro. No mesmo dia e local, mas às 19 horas, será realizada a palestra “Saúde Mental da População Negra”, com a psicóloga Gabriele de Souza.


No sábado (11/11), das 15 às 22 horas, será a vez do evento “Quilombo Cultural” com exposições, sarau e apresentações de DJs e Jazz Band. O evento acontece no Casarão das Artes. A semana seguinte, no Centro Cultural Moriconi, começa com a palestra “Literatura Negra no Contexto da Lei Federal 10.639/03”, com Lívia Barros, às 19 horas de segunda-feira (13/11).


Ainda no Centro de Educação e Cultura, a programação segue na terça-feira (14/11), às 14 horas, com a palestra “A Lei Federal 10.639/03 e a Conferência Nacional de Educação (Conae)”, com Edmar Silva. Na quinta-feira (16/11), às 19 horas, no mesmo local, ocorre a palestra “Intolerância Religiosa”, com Ebomy Conceição e Mãe Cris.


No sábado (18/11), o Max Feffer recebe três eventos: das 10 horas ao meio-dia ocorre a aula aberta de capoeira do “Projeto Mais Capoeira”, pelo Grupo Ginga Palmares e Samba de Roda, com Aleteia Loiola, do “Projeto Flores da Laranjeira”.


No domingo (19/11), às 11 horas, também no Max Feffer, acontece a Aula Aberta de Capoeira com a Academia Baraúna. Do meio-dia às 17 horas, no mesmo local, será realizado o “Samba no Parque” com a Comunidade Bom Ambiente e o Grupo Time Certo, além da Feira Afro. Já no dia do feriado de Consciência Negra, das 10 às 12h30, ocorre o “Encontro Cultural das Religiões de Matrizes Africanas Contra a Intolerância Religiosa” e, em seguida, das 13 às 17 horas, as apresentações musicais com as bandas de reggae Nativo Urbanizado, Kilimanjaro e Irmandade Africana. Os dois eventos também terão o parque municipal como palco.


Por fim, a Cultura realiza mais duas atividades: a primeira será a “Rua do Samba”, que nesta edição acontece no dia 25 (sábado), das 14 às 18 horas, na avenida Leonardo Pinto Mendonça, em frente à Unidade Básica de Saúde Maria de Lourdes Cardozo Mathias, no Jardim Vitória, em homenagem ao sambista Lusmar, e a outra no dia 29 (quarta-feira), às 19 horas, no Moriconi, onde vai rolar a segunda edição do "Fala Preta e convidadas".


Para o secretário municipal de Cultura, o vice-prefeito Walmir Pinto, a programação do mês reflete a importância que a data representa para Suzano. “São eventos escolhidos que valorizam a cultura afro em nossa cidade. O Dia da Consciência Negra precisa ser lembrado e enaltecido em nosso município e, por isso, teremos uma programação tão extensa para que haja debate e troca de ideias, além de diversão e entretenimento. É um momento de reflexão de para onde estamos indo e onde queremos chegar”, ressaltou.



Crédito das fotos: Wanderley Costa/Secop Suzano

20 visualizações0 comentário
bottom of page