Cultura lança tour virtual da exposição “As Ruas que Falam” em junho

Atualizado: Jun 8

Mostra reúne diversas obras de mais de 20 artistas de Suzano e região e 4 convidados de São Paulo, sendo todos ligados a arte urbana


A Secretaria de Cultura de Suzano finaliza nesta semana a montagem da exposição “As Ruas que Falam”, no Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi. A mostra virtual poderá ser conferida até a próxima sexta-feira (11/06) no site da pasta, disponível em www.culturadesuzano.com.br/exposições.


Sob a curadoria do artista visual Vinicius Ripa, “As Ruas que Falam” reúne obras de 20 artistas de Suzano e região, além de outros quatro convidados de São Paulo. A exposição tem como proposta fazer um panorama da produção artística urbana, além de apresentar ao visitante a experiência estética que a arte deste segmento proporciona.


“A proposta da arte em geral é promover o questionamento e denunciar aquilo que um grupo social sofre. E a arte urbana faz o uso disso para discutir sobre desigualdade social, racismo e preconceitos, inclusive sobre homofobia e machismo”, explicou Ripa.

A coordenadora de Artes Plásticas da Secretaria Municipal de Cultura, Aline Baliberdin, reforça a importância da cidade receber uma mostra ligada às artes urbanas. “A exposição propõe muitas reflexões e, para nós, é de grande valia que ela esteja no centro cultural, trazendo linguagens que nascem nas ruas para um ambiente expositivo”, explicou.


Aline disse ainda que muitos trabalhos que os suzanenses vão encontrar são peças produzidas pelos artistas exclusivas para “As Ruas que Falam”. “Há uma variedade de estilos e temas, com artistas que estão iniciando e outros que já são renomados no cenário nacional da cultura urbana. Posso garantir que vale a pena conferir a exposição”, afirmou.


O secretário municipal de Cultura, o vice-prefeito Walmir Pinto, por sua vez, destacou que o tour virtual foi uma das saídas bem-sucedidas que a pasta encontrou para manter as ações de artes plásticas em ação mesmo na pandemia. Segundo ele, a cidade teve ação similar durante o mês da mulher, em março e foi um sucesso e muitas pessoas conseguiram apreciar as obras mesmo à distância.




98 visualizações0 comentário