10ª Mostra de Referências Teatrais de Suzano começa nesta sexta

Espetáculo a ser transmitido é o “G.O.R.D.A” – O Navio Pirata, da Troupe Parabolandos


A Secretaria de Cultura de Suzano dá início nesta sexta-feira (16/04) à 10ª Mostra de Referências Teatrais. Serão dois finais de semana: de 16 a 18 e de 23 a 25 de abril, com transmissão online na página no Facebook da pasta (@culturadesuzano) e no canal no Youtube da Prefeitura de Suzano, sempre às 19 horas. A ação faz parte do calendário de festividades virtuais dos 72 anos de emancipação político-administrativa do município.

O espetáculo a ser transmitido nesta sexta-feira é o “G.O.R.D.A” (O Navio Pirata), que conta a história de quatro marujos que trabalham juntos, no navio G.O.R.D.A., mas se veem desnorteados quando, de repente, em uma tempestade, perdem seu capitão. A partir dessa perda, tudo começa a mudar, eles entram em uma disputa divertida e, em certo momento tensa, para escolherem quem será o novo capitão. A montagem é da Troupe Parabolandos.

Já no sábado (17/04), segundo dia da mostra, será a vez da peça “Pedaços de Memória”, da atriz Elizandra Depp. Baseado no texto do autor recifense Nelson Rodrigues, a montagem relata o drama de uma adolescente com 15 anos de idade que não consegue se lembrar de quem é, não sabe a sua própria identidade, tendo de enfrentar uma espécie de “amnesia”. A adolescente luta entre um delírio e outro, sem saber o que é realidade ou imaginação, tentando de todas as formas, montar o quebra-cabeça de sua vida e descobrir de onde veio e quem realmente ela é.

Encerrando este primeiro final de semana o grupo Contadores de Mentira apresenta “Rumi - La Marcha de Los Que Se Van”, que relata uma jornada pelo universo criativo de duas culturas cruzadas pelo ritual. A vida de seres que, depois de perder tudo por causa da guerra, buscam um mundo novo, uma terra nova, uma esperança, mas se deparam com muros levantados com ódio, intolerância e morte. O trabalho permite ver o que esses seres vivem dentro das paredes. Apesar de tudo, a vida sempre consegue surgir. Rumi é uma canção de esperança em tempos de aspereza. A Obra estreou em 2017 em La Merced – Quito – Equador, onde realizou apresentações na sala Contraelviento e depois uma curta temporada no Brasil na sede do grupo Contadores de Mentira.

“Com o tema ‘Olhar para dentro’, a 10ª Mostra de Referências Teatrais de Suzano traz como ação a valorização das produções culturais da cidade de grupos que ao longo dos anos foram se estabelecendo como referências na linguagem cênica em nosso município”, explica o coordenador de teatro de Suzano, Drico de Oliveira. As transmissões serão apresentadas pelos atores Carlos Rei e José Rivaldo, do Coletivo Teatro do Absurdo.

Idealizador da Mostra de Referências de Teatrais de Suzano, o secretário de Cultura de Suzano, o vice-prefeito Walmir Pinto, afirma que o retorno da ação é para marcar a nova fase das produções culturais oferecidas pela gestão. “Quem viveu os nove anos da mostra sabe o quanto ela foi importante não só na formação de público e no despertar artístico na cidade, mas porque colocou Suzano no mapa das cidades que de fato fomentavam cultura. Trazer de volta a nossa Mostra de Referências de Teatrais é voltar a colocar Suzano neste mapa”, afirma.

Na próxima semana

Na sexta-feira (23/04) será a vez da peça “Encontros” da Cia Atores insanos, que é resultado da união de duas montagens curtas dos mestres do realismo brasileiro, Machado de Assis e Artur Azevedo. Ambas as produções são uma sátira bem-humorada e refinada da sociedade brasileira em fins do século XIX, com os vícios que nos acompanham até hoje, desde o falar mal da vida alheia, como na peça “Antes da missa” e o casamento por interesses em “Amor por anexins”.

No sábado (24/04), o espetáculo “Ensaio para o riso” do Laboratório de Manipulação é apresentado e narra a história de “Rum”, um palhaço que não sorri. Isso porque ele percebe que as pessoas praticamente abandonaram o circo e se mostram interessadas apenas em outros tipos de diversão como a TV, videogames e entretenimentos tecnológicos. E, assim, Rum busca o sorriso em todas as suas possibilidades, decepcionando-se, entretanto.

Por fim, encerrando a 10ª Mostra de Referências Teatrais de Suzano é a vez do Teatro da Neura com a montagem “O Menino Gigante ou Os Dez Fevereiros”. O espetáculo se narra através da trajetória da heroína Bárbara, levando o espectador a viajar junto com a protagonista em sua fantástica missão. Bárbara é a única a nascer sozinha em uma família onde todos nascem em par. Além disso, engravida, de um marido morto, de um filho homem, numa família onde todas nascem mulheres. Para completar, o menino nasce gigante, e sua missão dada por Deus é que ela faça com que a cabeça da criança chegue ao céu antes do fim de dez fevereiros, caso contrário Deus tomará de volta a criança.

No site da Secretaria de Cultura de Suzano (www.culturadesuzano.com.br) o público pode baixar a programação com as informações de todas as peças.



31 visualizações0 comentário